63 3457-1843
prefeituradecolmeia@gmail.com
VocÍ esta em: home, Cidadão, Secretaria Municipal de Assistência Social

Cidadão

Secretaria Municipal de Assistência Social

Assist√ɬ™ncia Social Colm√ɬ©ia - TO: Descri√ɬß√ɬ£o MISS√É?O Atuar de forma √ɬ©tica, transparente, participativa e eficiente, na organiza√ɬß√ɬ£o e implementa√ɬß√ɬ£o dos servi√ɬßos socioassistenciais do Sistema √É?nico de Assist√ɬ™ncia Social ? SUAS, promovendo um conjunto integrado de a√ɬß√ɬĶes assistenciais, de iniciativa p√ɬļblica e da sociedade civil organizada, para atendimento a indiv√ɬ≠duos, fam√ɬ≠lias e a diversos segmentos sociais em situa√ɬß√ɬ£o de vulnerabilidade e risco social. VIS√É?O Ser uma Secretaria que prime pela qualidade de Gest√ɬ£o dos Servi√ɬßos, programas e projetos do Sistema √É?nico de Assist√ɬ™ncia Social ? SUAS. O QUE FAZEMOS  A Secretaria Municipal de Assist√ɬ™ncia Social (Semas) tem como objetivo implementar a pol√ɬ≠tica de assist√ɬ™ncia social, formulada com a sociedade civil e com os conselhos municipais, visando a melhoria da qualidade de vida e defesa de direitos dos cidad√ɬ£os.   A Semas deve garantir a Prote√ɬß√ɬ£o Social a quem precisar. Uma de suas principais atribui√ɬß√ɬĶes √ɬ© fortalecer os v√ɬ≠nculos familiares e comunit√ɬ°rios, garantindo a prote√ɬß√ɬ£o integral da fam√ɬ≠lia, visando √É  autonomia dos indiv√ɬ≠duos, fam√ɬ≠lias e comunidade. D√ɬ°, ainda, atendimento especializado √É s fam√ɬ≠lias e aos indiv√ɬ≠duos em situa√ɬß√ɬ£o de viola√ɬß√ɬ£o de direitos.  Hist√ɬ≥rico  A Assist√ɬ™ncia Social √ɬ© um direito do cidad√ɬ£o e um dever do Estado, √ɬ© uma pol√ɬ≠tica de Seguridade Social n√ɬ£o contributiva, que prov√ɬ™ os m√ɬ≠nimos sociais, realizadas atrav√ɬ©s de um conjunto integrado de a√ɬß√ɬĶes de iniciativa p√ɬļblica e da sociedade, para garantir o atendimento as necessidades b√ɬ°sicas. A Lei Org√ɬĘnica da Assist√ɬ™ncia Social atribui um car√ɬ°ter de maturidade legal aos servi√ɬßos socioassitenciais, tendo como inst√ɬĘncia de coordena√ɬß√ɬ£o o Minist√ɬ©rio do Desenvolvimento Social e Combate √É  Fome (MDS). Tal lei instituiu o Conselho Nacional de Assist√ɬ™ncia Social (CNAS) enquanto inst√ɬĘncia m√ɬ°xima de delibera√ɬß√ɬ£o. Suas compet√ɬ™ncias principais consistem em aprovar a Pol√ɬ≠tica Nacional de Assist√ɬ™ncia Social (PNAS), normatizar e regular a presta√ɬß√ɬ£o de servi√ɬßos sejam eles de car√ɬ°ter p√ɬļblico ou privado no campo da pol√ɬ≠tica em quest√ɬ£o. Acompanhar e fiscalizar as entidades e organiza√ɬß√ɬĶes de assist√ɬ™ncia social, zelar pela efetiva√ɬß√ɬ£o do sistema participativo e descentralizado; acompanhar e avaliar a gest√ɬ£o dos recursos, dentre outras atribui√ɬß√ɬĶes das pol√ɬ≠ticas p√ɬļblicas comprometidas com a melhoria de vida de todos os cidad√ɬ£os e que possam, verdadeiramente, combater a pobreza e a desigualdade que ainda persistem em existir.
Assistência Social Colméia - TO: Descrição MISSÃO Atuar de forma ética, transparente, participativa e eficiente, na organização e implementação dos serviços socioassistenciais do Sistema Único de Assistência Social – SUAS, promovendo um conjunto integrado de ações assistenciais, de iniciativa pública e da sociedade civil organizada, para atendimento a indivíduos, famílias e a diversos segmentos sociais em situação de vulnerabilidade e risco social. VISÃO Ser uma Secretaria que prime pela qualidade de Gestão dos Serviços, programas e projetos do Sistema Único de Assistência Social – SUAS. O QUE FAZEMOS A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) tem como objetivo implementar a política de assistência social, formulada com a sociedade civil e com os conselhos municipais, visando a melhoria da qualidade de vida e defesa de direitos dos cidadãos. A Semas deve garantir a Proteção Social a quem precisar. Uma de suas principais atribuições é fortalecer os vínculos familiares e comunitários, garantindo a proteção integral da família, visando à autonomia dos indivíduos, famílias e comunidade. Dá, ainda, atendimento especializado às famílias e aos indivíduos em situação de violação de direitos. Histórico A Assistência Social é um direito do cidadão e um dever do Estado, é uma política de Seguridade Social não contributiva, que provê os mínimos sociais, realizadas através de um conjunto integrado de ações de iniciativa pública e da sociedade, para garantir o atendimento as necessidades básicas. A Lei Orgânica da Assistência Social atribui um caráter de maturidade legal aos serviços socioassitenciais, tendo como instância de coordenação o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Tal lei instituiu o Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) enquanto instância máxima de deliberação. Suas competências principais consistem em aprovar a Política Nacional de Assistência Social (PNAS), normatizar e regular a prestação de serviços sejam eles de caráter público ou privado no campo da política em questão. Acompanhar e fiscalizar as entidades e organizações de assistência social, zelar pela efetivação do sistema participativo e descentralizado; acompanhar e avaliar a gestão dos recursos, dentre outras atribuições das políticas públicas comprometidas com a melhoria de vida de todos os cidadãos e que possam, verdadeiramente, combater a pobreza e a desigualdade que ainda persistem em existir.
Programas e projetos sociais desenvolvidos na √ɬ°rea de Assist√ɬ™ncia Social no Munic√ɬ≠pio de Colm√ɬ©ia. CRAS (Centro de Refer√ɬ™ncia de Assist√ɬ™ncia Social) S√ɬ£o unidades de execu√ɬß√ɬ£o dos servi√ɬßos de Prote√ɬß√ɬ£o Social B√ɬ°sica, destinados √É  popula√ɬß√ɬ£o em situa√ɬß√ɬ£o de vulnerabilidade social, em articula√ɬß√ɬ£o com a rede socioassistencial. Cadastro √É?nico Cadastro √É?nico √ɬ© um Programa Social do Governo Federal viabilizado como instrumento que identifica e caracteriza as fam√ɬ≠lias de baixa renda. Programa Bolsa Fam√ɬ≠lia PBF √ɬ© um programa de transfer√ɬ™ncia direta de renda que beneficia fam√ɬ≠lias em situa√ɬß√ɬ£o de pobreza e de extrema pobreza em todo o pa√ɬ≠s. ACESSUAS-TRABALHO - Programa Nacional de Promo√ɬß√ɬ£o do Acesso ao Mundo do Trabalho ACESSUAS-TRABALHO, tem como objetivo o desenvolvimento de a√ɬß√ɬĶes de articula√ɬß√ɬ£o, mobiliza√ɬß√ɬ£o e encaminhamento de pessoas em situa√ɬß√ɬ£o de vulnerabilidade e, ou risco social para garantia do direito de cidadania e inclus√ɬ£o ao mundo do trabalho, por meio do acesso a cursos de qualifica√ɬß√ɬ£o e forma√ɬß√ɬ£o profissional, a√ɬß√ɬĶes de inclus√ɬ£o produtiva e servi√ɬßos de intermedia√ɬß√ɬ£o de m√ɬ£o de obra; al√ɬ©m de a√ɬß√ɬĶes de articula√ɬß√ɬ£o com outras pol√ɬ≠ticas p√ɬļblicas para supera√ɬß√ɬ£o das vulnerabilidades sociais. SCFV  - Servi√ɬßo de Conviv√ɬ™ncia e Fortalecimento de V√ɬ≠nculos Previnem a institucionaliza√ɬß√ɬ£o e a segrega√ɬß√ɬ£o de crian√ɬßas, adolescentes, jovens e idosos e oportunizam o acesso √É s informa√ɬß√ɬĶes sobre direitos e participa√ɬß√ɬ£o cidad√ɬ£. Servi√ɬßo de prote√ɬß√ɬ£o e atendimento especializados a fam√ɬ≠lias e indiv√ɬ≠duos (PAEFI). Servi√ɬßo de apoio, orienta√ɬß√ɬ£o e acompanhamento a fam√ɬ≠lias com um ou mais de seus membros em situa√ɬß√ɬ£o de amea√ɬßa ou viola√ɬß√ɬ£o de direitos. Servi√ɬßo de Prote√ɬß√ɬ£o e Atendimento Integral √É  Fam√ɬ≠lia/PAIF Trabalho social com fam√ɬ≠lias, de car√ɬ°ter continuado, com a finalidade de fortalecer a fun√ɬß√ɬ£o protetiva das fam√ɬ≠lias, prevenir a ruptura dos seus v√ɬ≠nculos, promover seu acesso e usufruto de direitos e contribuir na melhoria de sua qualidade de vida.GRUPO DE TRABALHO N√ā¬ļ Telefone 	Nome        (63) 9-9967-8427	MARIA GERTRUDES DE OLIVEIRA NETA DE MELO (Secret√ɬ°ria Municipal de Assist√ɬ™ncia Social)  (63) 9- 9940-1953	MARLENE RIBEIRO (Coordenadora do - CRAS (Centro de Refer√ɬ™ncia de Assist√ɬ™ncia Social)  (63) 9-9933-6463	LUCINARIA BATISTA DE JESUS (GESTORA DA BOLSA FAM√ÉćLIA) (63) 9-9962-9072	MARIA DE JESUS SOUZA MATOS (Coordenadora do SCFV-Idosos) (63) 9-8413-2751	INES PRISCILA LOPES LEITE (Supervisora - PROGRAMA CRIAN√É?A FELIZ) (63) 9-8499-5837	MAYARA DA SILVA SANTOS (Visitadora- PROGRAMA CRIAN√É?A FELIZ)  (63) 9-8448-2689	SILVANIA DA SILVA (Visitadora - PROGRAMA CRIAN√É?A FELIZ) (63) 9- 8498-2648	Jos√ɬ© Roberto Nunes de Caravalho (Visitador - PROGRAMA CRIAN√É?A FELIZ (63) 9-8405-1848	RAFAELA BEATRIZ DE SOUSA (Entrevistadora do cadastro √É?nico - CRAS) (63) 9-9911-9788	LUCIANA MARIA DE OLIVEIRA (Auxiliar de servi√ɬßos Gerais-CRAS) (63) 9-8465-6126	GEANE VIEIRA (Auxiliar de Servi√ɬßos Gerais ? SCFV ? Idosos) (63) 9-8411-8410	ANDRESSA ALVES DOS SANTOS (Educadora Social ? SCFV ? Idosos) (63) 9-9986-6515	NELSON FRANCISCO PEREIRA (Vigia ? SCFV ? Idosos) (63) 9-9988-2508	FILOMENA DIAS SILVA (Auxiliar de Servi√ɬßos Gerais ? SCFV ? Idosos) (63) 9-9999-2817	CARLOS CALEBE DA SILVA (Digitador - CRAS) (63) 9-8422-6990	SILVA BENTO BARBOSA (Assistente Social - CRAS) (63) 9-8447-7594	LUCIA MARA RODRIGUES PAZ (Assistente Social - CRAS) 	 	 (63) 9-9951-2247	SONHA MARIA CORREIA (Terapeuta Ocupacional - SCFV ? Idosos ) (63) 9-8437-8727	TALITA DA SILVA CALDAS (Psic√ɬ≥loga - CRAS) (63) 9-8407-3904	SAMMILLA REGIA DE OLIVEIRA SOUSA (Psic√ɬ≥loga - CRAS) Sem Telefone	JANICE ALVES DE BRITO (Educadora Social) (63) 9-8404-9687	LUCINETE PEREIRA DA SILVA (ASG-Idosos). Hor√ɬ°rio de atendimento  Das 07:00 as 11:00 e das 13:00 as 17:00
Programas e projetos sociais desenvolvidos na área de Assistência Social no Município de Colméia. CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) São unidades de execução dos serviços de Proteção Social Básica, destinados à população em situação de vulnerabilidade social, em articulação com a rede socioassistencial. Cadastro Único Cadastro Único é um Programa Social do Governo Federal viabilizado como instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda. Programa Bolsa Família PBF é um programa de transferência direta de renda que beneficia famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza em todo o país. ACESSUAS-TRABALHO - Programa Nacional de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho ACESSUAS-TRABALHO, tem como objetivo o desenvolvimento de ações de articulação, mobilização e encaminhamento de pessoas em situação de vulnerabilidade e, ou risco social para garantia do direito de cidadania e inclusão ao mundo do trabalho, por meio do acesso a cursos de qualificação e formação profissional, ações de inclusão produtiva e serviços de intermediação de mão de obra; além de ações de articulação com outras políticas públicas para superação das vulnerabilidades sociais. SCFV - Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos Previnem a institucionalização e a segregação de crianças, adolescentes, jovens e idosos e oportunizam o acesso às informações sobre direitos e participação cidadã. Serviço de proteção e atendimento especializados a famílias e indivíduos (PAEFI). Serviço de apoio, orientação e acompanhamento a famílias com um ou mais de seus membros em situação de ameaça ou violação de direitos. Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família/PAIF Trabalho social com famílias, de caráter continuado, com a finalidade de fortalecer a função protetiva das famílias, prevenir a ruptura dos seus vínculos, promover seu acesso e usufruto de direitos e contribuir na melhoria de sua qualidade de vida.GRUPO DE TRABALHO Nº Telefone Nome (63) 9-9967-8427 MARIA GERTRUDES DE OLIVEIRA NETA DE MELO (Secretária Municipal de Assistência Social) (63) 9- 9940-1953, DURCIRENE (Coordenadora do - CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), LUCINARIA BATISTA DE JESUS (GESTORA DA BOLSA FAMÍLIA) (63) 9-9962-9072, CEILA CARVALHO (Coordenadora do SCFV), INES PRISCILA LOPES LEITE (Supervisora - PROGRAMA CRIANÇA FELIZ) (63) 9-8499-5837 MAYARA DA SILVA SANTOS (Visitadora- PROGRAMA CRIANÇA FELIZ) (63) 9-8448-2689 SILVANIA DA SILVA (Visitadora - PROGRAMA CRIANÇA FELIZ) (63) 9- 8498-2648 José Roberto Nunes de Caravalho (Visitador - PROGRAMA CRIANÇA FELIZ (63) 9-8405-1848 RAFAELA BEATRIZ DE SOUSA (Entrevistadora do cadastro Único - CRAS) (63) 9-9911-9788 LUCIANA MARIA DE OLIVEIRA (Auxiliar de serviços Gerais-CRAS) (63) 9-8465-6126 GEANE VIEIRA (Auxiliar de Serviços Gerais – SCFV – Idosos) (63) 9-8411-8410 ANDRESSA ALVES DOS SANTOS (Educadora Social – SCFV – Idosos) (63) 9-9986-6515 NELSON FRANCISCO PEREIRA (Vigia – SCFV – Idosos) (63) 9-9988-2508 FILOMENA DIAS SILVA (Auxiliar de Serviços Gerais – SCFV – Idosos) (63) 9-9999-2817 CARLOS CALEBE DA SILVA (Digitador - CRAS) (63) 9-8422-6990 SILVA BENTO BARBOSA (Assistente Social - CRAS) (63) 9-8447-7594 LUCIA MARA RODRIGUES PAZ (Assistente Social - CRAS) (63) 9-9951-2247 SONHA MARIA CORREIA (Terapeuta Ocupacional - SCFV – Idosos ) (63) 9-8437-8727 TALITA DA SILVA CALDAS (Psicóloga - CRAS) (63) 9-8407-3904 SAMMILLA REGIA DE OLIVEIRA SOUSA (Psicóloga - CRAS) Sem Telefone JANICE ALVES DE BRITO (Educadora Social) (63) 9-8404-9687 LUCINETE PEREIRA DA SILVA (ASG-Idosos). Horário de atendimento Das 07:00 as 11:00 e das 13:00 as 17:00
brasão do municipio Campanha Queimada Sic
© 2015 - Prefeitura Municipal de Colmťia By PalmaSite